.

RG da POESIA

.

_|) () (- .\' | /.\

\/ | .\' |_| /.\ |_


sexta-feira, 20 de fevereiro de 2009

quinta-feira, 12 de fevereiro de 2009

quinta-feira, 5 de fevereiro de 2009

S.Ó.S.


original publicado em
"partitura" - poemas - AL-Chaer
Editora UCG, 2006, Goiânia - GO

quarta-feira, 4 de fevereiro de 2009

poética

original publicado em
"partitura" - poemas - AL-Chaer
Editora UCG, 2006, Goiânia - GO

terça-feira, 3 de fevereiro de 2009

domingo, 1 de fevereiro de 2009

Em teu seio, ó Liberdade,

visuAL-Chaer também é cuLturA

Quando fiz o poema visual “Entre outras mil”, distribuí as estrelas do Cruzeiro do Sul baseando-me apenas na minha memória visual.

Mas, ocorre que – no ano passado – encontrei (fazendo pesquisa na Internet) um arquivo em Corel Draw com as dimensões exatas e posicionamento correto de todos os elementos da Bandeira do Brasil.


.
.


.
Algo me dizia que alguma coisa não conferia, mas eu não sabia o quê. Então, resolvi ver o desenho oficial da Bandeira do Brasil e, a minha surpresa foi confirmar que o Cruzeiro do Sul que eu tinha desenhado estava invertido com relação ao que aparece na Bandeira do Brasil.

Fiquei intrigado. Intrigado, porque eu tinha certo (de memória visual) que o formato do Cruzeiro do Sul era aquele que eu tinha colocado lá no poema. Mas, a surpresa foi ver que a posição desta constelação na nossa Bandeira estava invertida, ou espelhada.

.
.




.

Cheguei até a fazer uma nova versão do poema visual “Entre outras mil”, copiando e colando o Cruzeiro do Sul na sua disposição oficial em que aparece em nossa Bandeira.

Contudo, não me considerei satisfeito. Quase substituí o poema, na sua segunda versão, que eu chamei (no arquivo) de “versão final – exata”.

Resolvi pesquisar mais, agora buscando na Internet sobre “Cruzeiro do Sul”. Daí descobri uma informação (que eu não sabia, ou já tinha me esquecido, ou “tinha matado aula de Moral e Cívica naquele dia”), na página do Observatório Astronômico Frei Rosário - UFMG

http://www.observatorio.ufmg.br/pas12.htm

Lá, dentre outras informações, temos o seguinte parágrafo, na íntegra:




Para identificarmos no céu essas estrelas, a primeira coisa que devemos notar é que em nossa bandeira as estrelas aparecem invertidas (espelhadas) em relação à disposição que as vemos no céu. Isso porque segundo a lei No 5.700, de 1 de setembro de 1971, que dispõe sobre a forma e a apresentação dos símbolos nacionais, as estrelas na Bandeira Brasileira, devem ser consideradas como vistas por um observador "situado fora da esfera celeste".

Texto preparado pelo Prof. Renato Las Casas (01/06/99)
Colaborou: Prof. Domingos Sávio de Lima Soares


Uma figura, que trago aqui diretamente da página do Observatório Astronômico Frei Rosário, explica bem a situação.

.
.


.

.
Resumindo, para minha feLicidAde visuAL (e da minha memória) ambas as representações estão vALendo, ou seja, na minha primeira versão do poema “Entre outras mil” temos o Cruzeiro do Sul da maneira como um observador o vê situado na Terra. E é desta maneira que também está estampado no escudo da equipe do Cruzeiro de Belo Horizonte. Como eu sou apaixonado (também) por Futebol, concluí que minha memória não me traiu, confirmado pelo escudo do Cruzeiro:

.

.
Então era isto.

É a arte visual permitindo recordar aulas de “Astronomia” e “Moral e Cívica”.


AL-Braços
AL-©haer