.

RG da POESIA

.

_|) () (- .\' | /.\

\/ | .\' |_| /.\ |_


terça-feira, 20 de outubro de 2009

quadro - I


14 comentários:

Adrian Dorado disse...

Muy bueno el mandala especular.

Saludos

RUBENS GUILHERME PESENTI disse...

quando? em você, sempre!!!

Al, esta a pouco comentando lá no blog do Tonho, e que prazer é poder tê-los aqui diante dos olhos e da imaginação.
Seu blog é o típico caso que alimenta, dá sustância, substância e quero mais!!!

Abração, meu chapa!

myra disse...

finalmente!!!gostei, gostei muito, te mando um grande abraço, deste frio e chuva daqui...

Mirse Maria disse...

Belíssimo, Al!

Sem palavras!

Beijos

Mirse

Carmem Salazar disse...

AL, muito legal esse visual pintura pela inversão/quebra na palavra quadro. o redondo dentro do quadrado, o verso da tela; outras visualidades, outras formas de apresentação.

abç!

AL-Chaer disse...

Adrian Dorado,

gracias por las palabras y por la lectura/interpretación del mandala.

AL-Brazos
AL-Chaer

AL-Chaer disse...

Grande Rubens,

Você sempre generoso nos comentários...

...a comunicação de minha poesia com a sua maneira de ver a poesia é um privilégio para mim.

AL-Braços
AL-Chaer

AL-Chaer disse...

Querida Myra,

Fiquei um tempão sem postar ALqui, né?

É que, há períodos em que as atividades nas duas Universidades em que ensino acumulam e - para eu não ficar doido (total, só em parte! he he he) há que priorizar os compromissos com meus alunos...

vALeu pelos comentários!

Pega essa chuva e esse frio e joga tudo num quadro seu...vai ficar SHOW com a sua peculiar maestria!!!

AL-Braços
AL-Chaer

AL-Chaer disse...

Mirse Querida !!!

Se você achou belíssimo, então já se tem muitas palavras neste seu elogio.

Obrigado!

AL-Braços
AL-Chaer

AL-Chaer disse...

"Carmemoça",

Você matou a "Chaerada"!!!

(he he he)

Toda a gênese deste poema está no seu comentário.

Os quadros em forma de quadras, simétricos. A palavra quadro espelhada nas suas sílabas. O redondo promovendo todo o processo do quadro se tornando círculo e/ou do círculo se tornando quadro. O movimento. O hiato entre um movimento e outro: "quadro-a-quadro". O círculo envolvendo tudo. A "roda" em moto-contínuo. Os/as quadros/as interrompendo o movimento. Um círculo que não é perfeito, pela interferência/luta em se tentar ou ser círculo/movimento ou ser quadra/quadro/estático.

A organização espacial da cidade. Do Homem habitando as cidades, criando caminhos e se deparando com os caminhos que a própria cidade cria, tomando forma, sendo um organismo vivo.

O espelhamento da palavra quadro tenta mostrar a sinestesia e a antítese entre homem e cidade, com seus reflexos e paradoxos.

E, ainda, sugere uma placa de trânsito, em ALerta!

Outra questão fundamental que você viu (apesar de que o formato de apresentação ALqui no blog não permitiu tanto) é que o originAL foi gerado pela técnica de "grafite-digital". Foi mesmo uma "pintura", via "grafite".

Fiz no CorelPaint, utilizando do meu recente "brinquedinho" que é uma digital tablet...ou seja, já abandonei o "mouse", de modo que passei - também - a experimentar as formas livres, que têm uma outra dimensão, que é a unicidade do traçado.

Carmem, vALeu pela leitura e pela ALproximação com os objetivos estéticos-visuais deste poema.

Obrigado.

AL-Braços
AL-Chaer

Carmem Salazar disse...

AL, fico muito contente de ter matado a "Chaerada"... : ) de ter feito uma boa leitura da tua imagem e sobre as intenções do poema; me parece uma idéia bastante rebuscada - quadro I - no que se refere ao que realmente é um poema visual. AL-ém do mais, adoro e sempre aprendo quando falas sobre a construção dos teus visuais. tudo isso me é muito importante, pois faz parte da minha experiência e formação como artista visual. obrigada a ti, tbém!

abração

myra disse...

passei te desejar um lindo fim de semana!
bjs

Mari Amorim disse...

AL,
além da obra de arte,uma aula extra,é tudo de bom.
Boas energias
Mari

Gisela Rosa disse...

É lindo e original!